Author Archive Fios e Cabos Engenharia

Autor:Fios e Cabos Engenharia

Mais um Cliente usufruindo dos benefícios legais

Agora foi a vez do nosso cliente Industria Química DIPIL de Massaranduba que, com o laudo de crédito de ICMS passou a ter os benefícios legais.

Diante da necessidade, que todas as empresas estão passando, para ajustar os custos de produção e eliminar desperdícios a empresa lançou mão do beneficio, previsto em lei, de ajustar o critério de rateio do crédito de ICMS relativo a energia elétrica de acordo com o percentual de energia elétrica destinado exclusivamente a produção.

Após o laudo a empresa passou a se creditar com um valor superior ao mínimo permitido pela legislação (80%) do crédito de ICMS relativo a energia elétrica.

Agradecemos a diretoria da empresa por acreditar no nosso serviço.

Autor:Fios e Cabos Engenharia

Transformadores

Nossa empresa atua como assistente técnico da WEG Transformadores e, nesse sentido colocamos toda linha de produtos e a tecnologia da Weg transformadores a disposição de nossos clientes.

Equipamentos produzidos dentro de rigorosos padrões normativos aptos a atuarem sob regime de carga sem prejudicar a qualidade de atendimento.

Temos uma estrutura montada voltada ao atendimento das necessidades do cliente e com uma engenharia fortemente equipada para buscar soluções para todos os problemas de campo.

Entre em contato, podemos atender suas necessidades em termos de transformadores novos e usados.

Fios e Cabos 1
Autor:Fios e Cabos Engenharia

Energia Solar

A energia solar pode ser dividida em 2 segmentos, a térmica que utiliza do calor do sol para aquecimento de fluidos e a fotovoltaica que utiliza a irradiação solar para produzir energia elétrica através de um efeito chamado fotovoltaico. Entenda melhor esta opção:

1 – O Painel Solar gera a energia solar fotovoltaica

O Painel Solar reage com a luz do sol e produz energia elétrica (energia fotovoltaica). Os painéis solares, instalados sobre o seu telhado, são conectados uns aos outros e então conectados no seu Inversor Solar.

2 – O Inversor converte a energia solar para a sua casa ou empresa

Um inversor solar converte a energia solar dos seus painéis fotovoltaicos (Corrente Continua – CC) em energia elétrica que pode ser usada em sua Casa ou Empresa para a TV, Computador, Máquinas, Equipamentos, e qualquer equipamento elétrico (Corrente Alternada – AC) que você precise usar.

3 – A Energia Solar é distribuída para sua casa ou empresa

A energia que sai do inversor solar vai para o seu “quadro de luz” e é distribuída para sua casa ou empresa, e assim reduz a quantidade de energia que você compra da distribuidora.

4 – O excesso de energia vai para a rede da distribuidora gerando créditos

O sistema possuirá convenio de ligação com a CELESC, onde o medidor da entrada de energia será substituído por um modelo bidirecional, pelo qual toda a energia que for injetada na rede será contabilizada em forma de credito, um por um, para consumo em até 60 meses 5 anos após sua geração. A energia que for enviada a distribuidora para crédito estará sujeita a incidência de ICMS de acordo com as políticas estaduais vigentes podendo variar de acordo com seu perfil de consumo.

Saiba mais em (fonte): https://www.projetosolar.eng.br/energia-solar

Autor:Fios e Cabos Engenharia

Gestão da NR 12

Desenvolvemos uma metodologia baseada em um sistema desenvolvido em plataforma Web que permite promover o inventário de máquinas com análise de riscos, definição de criticidade, e plano de ação para alinhar todas as não conformidades.

O SysNR é um sistema que permite gerenciar todo o processo voltado a implantação dos parâmetros estabelecidos pela norma NR 12 através de acesso web com servidor exclusivo, tecnologia de computação em nuvem (Cloud Computing), criptografia SSL e backup diário de toda a estrutura.

Reúne as mais diversas funções como  cadastro de máquinas e equipamentos, funcionários, fabricantes, cargos, centros de custos, manutenções a conta com recursos avançados através do uso de filtros de pesquisa, gráficos, indicadores, análise de riscos, qualitativa/quantitativa baseadas na ISO 12100/(Vigente) e NBR 14153/(Vigente).

Finaliza gerando o inventário das máquinas com inúmeras funções relacionadas ao perfeito gerenciamento de um plano de ação voltado ao cumprimento das não conformidades e ao atendimento dos ditames da NR 12.

Avalie o produto em:

https://sysnr-empresas.com.br/centralweb/servicosonline/cadastrar/perfil/empresa/software/cloud

Autor:Fios e Cabos Engenharia

Linhas de Crédito BNDES

O BNDES oferece linha de financiamento destinada à modernização de equipamentos e adequação a NR12

O BNDES reativou este mês a linha Finame Moderniza BK, destinada à modernização de equipamentos. A linha é voltada para empresas de todos os portes e faturamentos, e vai ao encontro da necessidade da indústria de adequação à NR 12. O banco colocou à disposição R$ 500 milhões. O crédito estará disponível até 31 de março de 2016.

O Programa BNDES Finame de Modernização de Máquinas e Equipamentos está substanciado na Circular 37/2015, publicada pelo BNDES em 14 de setembro, podem pleitear financiamentos tanto os proprietários das máquinas quanto os prestadores de serviços de modernização. A forma de financiamento é indireta, feita por meio de agente financeiro.

Os itens financiáveis são serviços de engenharia e aquisição de peças e componentes (o valor das peças e componentes não poderá ultrapassar 40% do cobrado pelos serviços de engenharia e deverá respeitar o conteúdo nacional de 60%).

De acordo com o coordenador de Inteligência de Mercado da Fiero, Elmir Marques, a linha de crédito é uma excelente oportunidade para o industrial rondoniense em investir na modernização de sua empresa. “O financiamento facilita a incorporação de novas tecnologias que otimizem a performance das indústrias, gerando um aumento na capacidade de produção e da produtividade para a economia nacional”, explicou.

Condições de financiamento:

– Taxa de juros: TJLP (6,5% a.a.) + Remuneração BNDES (2,0% a.a.)+Taxa de Intermediação Financeira (0,1% a.a. para MPMEs e 0,5% a.a. para as demais)+Remuneração Agente Financeiro (a negociar);

– Participação do BNDES no financiamento: até 70% para MPMEs e até 50% para demais, com possibilidade de ampliação para até 90% a taxa de juros mais alta (baseada na SELIC);

– Limite do financiamento: mínimo de R$ 250 mil e máximo de R$ 20 milhões;

Serão admitidos financiamentos em valor mínimo de R$ 100 mil nas operações destinadas à conversão da máquina ou equipamento sem dispositivo de segurança para adequação aos requisitos de segurança do trabalho estabelecido pela Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT e pela Norma Regulamentadora nº 12 (NR 12) do Ministério do Trabalho e Emprego – MTE, e suas alterações.

– Prazos: até 48 meses no caso da empresa ser proprietária da máquina ou até 18 meses no caso do prestador de serviço de modernização.

O prazo de vigência deste Programa está previsto até 31 de março de 2016.

Para solicitar o financiamento o interessado deverá dirigir-se a Instituição Financeira Credenciada, com a especificação técnica do bem a ser financiado. A instituição informará qual a documentação necessária, analisará a possibilidade de concessão do crédito e negociará as garantias.

Autor:Fios e Cabos Engenharia

Eficiência Energética

Qualquer atividade em uma sociedade moderna só é possível com o uso intensivo de uma ou mais formas de energia. Dentre as diversas formas de energia interessam, em particular, aquelas que são processadas pela sociedade e colocadas à disposição dos consumidores onde e quando necessárias, tais como a eletricidade, a gasolina, o álcool, óleo diesel, gás natural, etc.

A energia é usada em aparelhos simples (lâmpadas e motores elétricos) ou em sistemas mais complexos que encerram diversos outros equipamentos (geladeira, automóvel ou uma fábrica). Estes equipamentos e sistemas transformam formas de energia. Uma parte dela sempre é perdida para o meio ambiente durante esse processo. Por exemplo: uma lâmpada transforma a eletricidade em luz e calor. Como o objetivo da lâmpada é iluminar, uma medida da sua eficiência é obtida dividindo a energia da luz pela energia elétrica usada pela lâmpada.

Da mesma forma pode-se avaliar a eficiência de um automóvel dividindo a quantidade de energia que o veículo proporciona com o seu deslocamento pela que estava contida na gasolina originalmente. Outra fonte de desperdício deriva do uso inadequado dos aparelhos e sistemas. Uma lâmpada acesa em uma sala sem ninguém também é um desperdício, pois a luz não serve ao seu propósito de iluminação.

Leia mais em: http://www.inee.org.br/eficiencia_o_que_eh.asp?Cat=eficiencia

Autor:Fios e Cabos Engenharia

Recuperação de Transformadores

Os transformadores recuperados por nossa empresa atendem às mais rigorosas especificações e são utilizados em vários pontos das várias concessionárias de energia de Santa Catarina.

No processo de recuperação, utiliza-se um rigoroso controle de qualidade, tanto nas matérias primas empregadas quanto do produto, o que garante a qualidade no processo.

Os núcleos são montados atendendo um alto padrão de qualidade e uma especial atenção é dado ao seu empilhamento, para diminuir ao máximo os entreferros diminuindo assim as perdas a vazio.

Os enrolamentos de alta tensão são confeccionados na forma de bobinas descontinuadas ou contínuas, espaçadas e calçadas com materiais isolantes de alta qualidade, o que diminui os gradientes de tensão por bobina, dando maior confiabilidade e segurança ao isolamento do transformador.

Os fios de cobre eletrolítico esmaltado ou aluminio são fornecidos por fabricantes de renome e qualidade nacional.

Os conjuntos de bobinas são impregnados com verniz isolante, e mantidos em estufa para cura e secagem.

Especial atenção é dada a rigidez mecânica do conjunto, garantindo ao mesmo grande suportabilidade aos esforços mecânicos provocados por curto-circuitos, bem como robustez durante o transporte e manuseio dos transformadores.

Após cuidadosa e controlada montagem final, os transformadores recebem o óleo isolante, com características conforme as normas aplicáveis, e é definitivamente selado pela janela de inspeção.

Especial atenção é dada ao manuseio do óleo isolante e das partes em contato com o mesmo, afim de evitar qualquer tipo de contaminação.

Terminada esta etapa o transformador recuperado entre na fase de testes finais de rotina, sendo minuciosamente verificadas as suas perdas, impedância, corrente de excitação, relação de tensões, suportabilidade do isolamento através de equipamento micro processado de uso específico que faz as leituras e cálculos dentro de um padrão de qualidade e confiabilidade ímpares.

O mesmo equipamento que vistoria as medidas faz os cálculos necessários e os compara com as edições mais recentes das normas aplicáveis e apresentando os desvios em relação a mesma. Dentro dessa sistemática buscamos atender as necessidades dos nossos clientes sempre balizados pela edições mais recentes das normas aplicáveis.

Autor:Fios e Cabos Engenharia

Manutenção de Transformadores

Os transformadores são parte dos elementos mais importantes de qualquer sistema de energia, funcionam como o coração do sieu sistema fabril.

Dado que as exigências de qualidade de serviço são cada vez maiores, torna-se cada vez mais importante a detecção de pequenas anomalias, ainda numa fase inicial do seu desenvolvimento, de modo à possibilitar a tomada de medidas que reduzam ao mínimo os prejuízos materiais e as interrupções de serviço não programadas devidas a avarias catastróficas.

 

Fique atento, tudo isso afeta seu sistema de produção e pode comprometer sua programação de produção.

A melhor forma de conseguir essa detecção é através da implementação da chamada manutenção preventiva.

Entre em contato que lhe prestaremos todas as informações necessárias a esclarecer quaisquer pontos obscuros.

Solicite uma vista estamos prontos a atendê-lo !!

(47) 3521 2988  –  9191 6226

vendas@fiosecabos.ind.br

Autor:Fios e Cabos Engenharia

Correção de Fator de Potência

Muitas empresas desconhecem o teor da fatura de energia elétrica e podem estar pagando valores elevados de forma totalmente desnecessária.

Entre esses valores pagos desnecessáriamente está o Fator de Potênciaque se não estiver corretamente gerenciado pode resultar em elevados custos financeiros.

O fator de potência é um dos indicadores da eficiência com a qual a energia está sendo usada.

Um baixo fator de potência indica que você não está aproveitando plenamente a energia elétrica fornecida.

A principal vantagem, entre outras,  em corrigir o fator de potência é a economia que gera na conta de energia elétrica. 

Oferecemos uma solução completa e eficaz para corrigir o fator de potência.

Nossa metodologia consiste na meidição com registro das grandezas elétricas que fornecerá dados relacionados a sua curva de carga. Através desses dados poderemos avaliar, com exatidão, o comportamento do fator de potência ao longo do período.

Utilizamos sistemas que geram soluções práticas, econômicas e eficientes para a correção do fator de potência.

A correta interpretação dos valores medidos pode contribuir para eliminar a cobrança de excedentes reativos que podem honerar sua fatura de forma desnecessária.

Nos encaminhe uma cópia de sua fatura de energia para procedermos uma análise sem compromisso !!

Oferecemos soluções atendendo ao que estabelecem as edições mais recentes das normas técnicas e de segurança do trabalho além de utilizar equipamentos de última geração que garantem resultados conclusivos e permitem a tomada de decisões baseadas em dados concretos.

Todos nossos equipamentos possuem certificados de aferição emitidos anualmente por laboratório credenciado.

A partir da análise e interpretação dos valores medidos estabelecemos ações preventivas ou corretivas de forma a evitar maiores problemas e o pagamento de adicionais desnecessários na fatura de energia.

Entre em contato e solicite uma análise do fator de potência sem compromisso.

Autor:Fios e Cabos Engenharia

Projetos Elétricos Preventivos

O Projeto SPDA – Sistema de proteção contra descargas atmosféricas, juntamente com os demais projetos envolvidos no Sistema Preventivo Contra Incêndio deverá estar harmonizado com o projeto Arquitetônico, Estrutural e demais projetos, observando a não interferência entre elementos dos diversos sistemas, afim de que se obtenha uma solução mais econômica e funcional.

Como é de conhecimento, a extenção territorial e a localização próxima ao equador geográfico fazem do Brasil um dos países de maior incidência de descargas atmosféricas. Pequeisas realizadas dão conta que cerca de 100 milhões de descargas atmosféricas caem em território brasileiro, causando mortes, colapsos nas redes de transmissão e de distribuição de energia elétrica, bem como incêndios em florestas e residências e muitos outros prejuízos.

Os sistemas de energia elétrica , que a cada dia aumentam em tamanho e complexidade, são muito vulneráveis as descargas atmosféricas e a credibilidade de tais sistemas, naturalmente, depende muito da eficiência de um sistema de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA).

O SPDA consiste no projeto de Pára-Raios, sistema de iluminação de emergência e sinalização e alarme para abandono do local.

O SPDA é desenvolvido em conformidade com as edições mais recentes das instruções normativas do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina e também às exigências das normas da ABNT tem a função de proteger as edificações, equipamentos, instalações elétricas e telecomunicações reduzindo danos impostos as estrutura.

Seu desenvolvimento, por nossa equipe técnica, busca proporcionar um nível adequado de segurança aos ocupantes e diminuir a probabilidade de que uma descarga atmosférica venha a causar danos aos equipamentos e estrutura existentes.

O SPDA consiste na definição, dimensionamento e representação do sistema de proteção adotado, localização precisa dos componentes e a definição das  características técnicas dos equipamentos do sistema bem como as indicações necessárias à execução das instalações (memoriais desenhos e especificações).

Os projetos serão entregues aprovados pelo Corpo de Bombeiros Oficial.